3.5.15

Em Algum Lugar do Passado?

Uma história de amor que transcende o tempo e o espaço parece um tanto batida em pleno século XXI. Essa fórmula foi utilizada em exaustão em filmes como 'A Casa do Lago' (2006), 'Kate & Leopold' (2001) e até o mais novo 'Questão de Tempo' de 2013.

Com um dos meus filmes favoritos de viagem no tempo sendo o 'Os Dois Mundos de Jennie Logan' (1979) a verdade é que o primeiro que assisti desse gênero foi o 'Em Algum Lugar do Passado' lançado um ano depois. O filme, que conta com Christopher Reeve (Superman) e Jane Seymour (Dra. Quinn), revela um amor que estava predestinado a acontecer mesmo antes de o personagem de Reeve nascer.

Como toda a comovente história, essa possui suas particularidades tanto na visão de seu escritor Richard Matheson quanto em sua adaptação como filme cinematográfico.


Os dois se tornaram amigos durante as filmagens e continuaram próximos
até a morte de Reeve.

O livro com o título original de 'Bid Time Return' [tradução literal de 'Esperar a Volta do Tempo'], começou a ser escrito na década de 1970 quando o autor visitou uma casa de ópera Piper's Opera House em Virgínia, Nevada nos Estados Unidos e se deparou com a foto da famosa atriz de teatro do século XIX, a Maude Adams, conhecida por seu papel na peça Peter Pan.
Encantado pela fotografia dela Richard afirmou que "se apaixonou de forma criativa por ela"; seu livro partiu da percepção que ele teve que alguém poderia se apaixonar por uma simples feição. A partir daí, a sinopse de 'Em Algum Lugar do Passado' estava pronta.

Agora afirmo que é impossível conhecer o livro, publicado em 1976, se você não entender a história de Maude Adams. Nascida em 1 de novembro de 1872,  ela começou sua carreira quando criança sob a orientação de sua mãe. Aos 16 anos, ela conseguiu uma estreia na Broadway e a partir daí se tornou uma das atrizes de palco mais queridas e mais bem pagas de todos os tempos.
Outra faceta dela também chamava atenção, a fora dos palcos. Sem qualquer envolvimento amoroso que se tivesse ouvido falar, Maude foi considerada mais tarde como uma lésbica em uma época de tabu. As evidências sobre isso, de acordo com os historiadores, foi que ela nunca casou, nunca noivou e não cedia entrevistas e depois de morrer pediu que todas as suas correspondências fossem queimadas.
Seria a ação de uma mulher privada ao extremo ou de uma com um segredo a esconder? Nenhum de nós saberemos com certeza, mas o autor Richard ao escrever seu livro baseado em seu retrato, utilizou-se dessas brechas para escrever um livro extremamente crível.

Maude Adams  e Jane Seymour, a inspiração e interpretação para Elise McKenna. 
Matheson, como um escritor metódico, se hospedou em um hotel próximo ao quadro de Maude que o encantou para se aprofundar no personagem. Seu estudo foi tão específico que o nome de seu personagem principal era o mesmo que o dele: Richard.

O livro Em Algum Lugar do Passado conta a história de um novelista chamado Richard Collier, que descobre possuir uma doença fatal. Impulsionado por se afastar da vida vazia pelo sucesso que obtinha, ele deixa Los Angeles para trás e se hospeda em um hotel à beira mar para descansar antes de sua morte.
O que ele não esperava é que lá se apaixonaria por um retrato: a fotografia melancólica de uma grande atriz, a Elise McKenna. Seu amor por ela cresce a cada instante e ele, decidido a descobrir tudo o que poderia sobre ela, começa a reunir mais e mais evidências que comprovam que os dois se encontraram no passado.
O problema é como viver esse grande amor se ela já se foi? Voltar ao passado seria sua única escolha?
Nota:
Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic Image and video hosting by TinyPic

A pesquisa que esse livro requiriu de Richard Matheson é o suficiente para dá-lo uma nota alta. Sua inspiração criativa realmente transparece nessa história escrita em primeira pessoa. Apesar de não ser uma leitura estimulante no sentido intricado da palavra, essas falhas são compensadas pelo humor irônico do personagem e o embate entre ele e o agente de McKenna, Robinson, que fará de tudo para proteger a reputação de sua pupila.

A adaptação para filme começou em meados dos anos 1979, sendo esse o primeiro papel que Christopher Reeve fez depois de estrelar em SuperMan (1978). Jane Seymour conseguiu o papel depois de supostamente afirmar que nunca havia se apaixonado. Algumas liberdades artísticas foram tomadas, como o modo pelo qual o personagem principal descobre sobre seu passado com McKenna até ao seu impulso de sair do lugar onde mora para procurar paz de espírito.

Um romance açucarado, 'Em Algum Lugar do Passado' é uma linda história, principalmente para os amantes de romance, mas se você for, como eu, uma daquelas pessoas que não consegue acreditar que o amor a primeira vista é suficiente para se basear todo um relacionamento, então você lerá o livro de forma cética, mas também não  deve deixar de aproveitá-lo por toda a sua base de pesquisa impecável.

Em Algum Lugar do Passado é um daqueles romances que Maude Adams não se importaria em interpretar, isso eu tenho -quase- certeza!

Um comentário:

  1. Existem várias maneiras de abordar o amor, eu realmente gostei deste livro e, especialmente, o filme acho que é muito romântico, bem ele foi misturado com um tema que me fascina: a hipnose, eu acho que o resultado foi excelente. Só vi uma série da HBO, que também aborda o assunto da hipnose é chamado O Mesmer e conta a história de um homem que ajuda através hipnose, mas ele também sofre de sonhos terríveis e tormento de seu passado.

    ResponderExcluir